[FP] Marshall, Drake

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Marshall, Drake

Mensagem por Drake Marshall em Sab Jun 27, 2015 2:42 am

Drake Marshall
Telepatia | 18 anos | Estados Unidos | Prisioner | Homossexual
If everybody said what goes through their minds, the streets would be drowned in tears.
personality
Drake, o ego principal, define-se como alguém carinhoso, atencioso e cuidadoso. Não perde oportunidade de ajudar alguém ou pelo menos fazê-la sorrir, sendo que são esses sorrisos que o fazem feliz. Não costuma mostrar-se muito deprimido, no máximo quebra o seu sorriso por alguns segundos. Não aguenta a solidão e tenta ser o mais cordial com as pessoas. No entanto, devido ao problema psicológico que Drake possui, a sua personalidade não é constante tendo em conta as várias identidades presentes nele. Mas como uma delas atende pelo nome de Drake Marshall, o seu nome legal dado pelos pais, esta é considerada a principal. Drake também, bem como todos os outros egos, não tem lembranças ou conhecimento direto dos outros egos, tornando a sua vida e a dos que o rodeia mais complicada.
life story
Drake foi a salvação do casamento dos seus pais. Ele nasceu quando eles pensavam em se divorciar, e o que foi visto no início como uma "obrigação", logo foi o necessário para reacender a chama de amor deles. O pequeno foi criado, assim, num berço que o acolheu de braços abertos, o amou e lhe deu tudo o que uma criança precisava para nascer feliz e descontraída. Desde cedo dava-se muito bem com os demais com a sua idade. Era, basicamente, o garoto mais "popular" daquela pequena escola em Pensilvânia - apesar de que naquela idade, ninguém se preocupava em atribuir o título de popular a alguém, era apenas um garoto que se dava bem com todo mundo.

Aos seus dez anos, Drake infelizmente perdeu o seu pai para uma doença degenerativa. Isto, apesar de ter abalado o menino, aproximou-o mais de sua mãe e criou um laço inquebrável, permanecendo a saudade da sua figura paterna. A sua mãe recusava-se a falar do sucedido com o seu filho, era um assunto quase que tabu naquela família só de dois. Drake, no entanto, permaneceu curioso sobre os detalhes, afinal ele tinha direito a saber o que havia acontecido com o pai exatamente.

Continuava o jovem alegre e social, mas agora ele via que as pessoas afastavam-se lentamente. Elas reclamavam de atitudes que o garoto não se lembrava de ter feito, bem com outras que ele nunca conheceu - traficantes de droga, especialmente - ficavam chocadas quando ele não se lembrava do seu nome ou quando ele não comparecia na hora e local combinados. Então, Drake começou a duvidar de tudo e decidiu perguntar à sua mãe o que estava acontecendo, se ela sabia de algo; apenas queria respostas.

A mãe do garoto tentou, ao máximo, guardar segredo de tudo. Mas naquele fatídico dia onde Drake já tinha dezoito anos, ela teve que contar tudo. Falou-lhe sobre o seu transtorno dissociativo de identidade enquanto se banhava em lágrimas. Explicou que o seu pai não havia morrido, apenas tinha abandonado os dois pois não queria ter nada a ver com alguém problemático. Drake provavelmente não se lembrava disso pois foram outras identidades a viver isso. No entanto, a mãe de Drake continuou insistindo o quanto ela amava o garoto... Pena que Drake, neste mesmo dia, descobriu que tinha algo mais dentro dele, não só identidades, como também um poder, um... Dom? Conseguia ouvir os pensamentos da mãe, coisas que ela não estava dizendo, mas a sua voz podia ser ouvida. "Porque eu tenho que viver com uma aberração assim?" era tudo o que ele conseguia ouvir.

Em menos de nada, tudo desabou. Drake foi acusado pela polícia de tudo e mais alguma coisa, provavelmente coisas que seus "companheiros de corpo" faziam. Consumo de droga, plágio, homicídio e terrorismo, principalmente. Drake passou de um dos jovens mais amigáveis para um lixo escroto que a sociedade desprezava só de pensar no nome.

Enquanto Drake chegava na prisão, ele pensava que isto tudo era o destino, quem sabe. A sua mãe tinha nojo dele, bem como o seu pai; a lei tratava-o como um criminoso, pois era o que ele - ou os outros ele - era. Isto tudo tinha uma razão de ser: ele merecia... Quando começou a sentir-se mais deprimido, "apagou". Só se lembra de estar na sua cela pela primeira vez, sem saber bem o que havia sucedido... E assim tudo começou.
delict
Consumo de droga, plágio, homicídio e terrorismo, no entanto, Drake não se lembra de nada destas coisas.
Igor | 15 anos | Skype: noizu6428


Última edição por Drake Marshall em Dom Jul 05, 2015 9:14 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Drake Marshall
Prisoner
Prisoner

Mensagens : 35
Data de inscrição : 27/06/2015
Localização : Obvlion.

Ficha do prisioneiro
Nível: 1
Experiência:
90/100  (90/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Marshall, Drake

Mensagem por Frank Scherbitsky Rose em Sab Jun 27, 2015 1:56 pm


Aprovado


Um garoto observador, talvez. Gosta de analisar, pensar e planejar ao fazer as coisas, estou certo? Infelizmente perdeu o pai, que peninha. Ler a mente das pessoas pode dar um enorme desgosto quando se escuta coisas que não se deve.
Bem vindo a Oblivion.

● ● ●

Frank
avatar
Frank Scherbitsky Rose
The command
The command

Mensagens : 198
Data de inscrição : 21/01/2015
Idade : 36

Ficha do prisioneiro
Nível: 10
Experiência:
100/100  (100/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário http://prisonofoblivion.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum