[FP] - Price, Jordan H.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] - Price, Jordan H.

Mensagem por Jordan H. Price em Qua Jul 15, 2015 12:39 am

Jordan Harris Price
Manipulação de Bombas Plasmáticas | 17 anos | Estados Unidos | Pacific | Bissexual
Pode pisar, mas quando eu levantar... Corre.
personality

As informações contidas aqui são de relato de Nursery's e Sentry's. Ainda há muito a entender sobre ele.


Jordan é impulsivo e não parece pensar na consequência de seus atos até que alguém diga a ele. Aparentemente é calmo na maior parte do tempo, não demonstrando sinais de rebeldia ou violência, mas é necessário cuidado ao lidar com ele. Não costuma demonstrar, mas é inteligente  e sabe escolher as palavras para criar uma resposta genial para quase tudo que lhe é falado. É levado pela raiva em momentos de tensão e graças a isto, tende a ser explosivo. Não é sociável e evita falar muito com os outros, dizendo apenas o que acha realmente necessário. Odeia falar sobre seu passado. É um pouco ignorante e dispensa a maior parte do que falam a ele, mas se é provocado não é bom estar por perto, levando realmente a sério a frase que ele parece levar para vida - tendo esta tatuada em seu braço e na parede de sua cela - "Pisa, mas quando eu levantar, corre."

Ele tem a necessidade de descontar seus sentimentos e caso não consiga isto, as explosões que pode criar se tornam maiores, mais poderosas e perigosas.

Só existem dois modos conhecidos para fazê-lo se acalmar, sendo estas suas únicas fraquezas para o controle de sua personalidade e poderes: A primeira é o uso das armas de anulação de poderes; sedativos parecem demorar a fazer efeito já que tanto seu corpo quanto mente tendem a lutar contra o efeito. A outra fraqueza é lembrar do que ele fez em seu passado, mas é necessário cuidado com as palavras pois ele pode revidar o que foi dito com força bruta.

life story

História narrada pelo próprio em seus raros momentos de lembrança de seu passado. Existem comentários durante o texto em relação a ações e reações do jovem.


Eu nasci em uma cidade pequena, desconhecida do resto do mundo no estado do Colorado. 1500 habitantes, todos conhecidos, todos vizinhos. E isto pra pessoas como eu, é um péssimo jeito de viver. Todos sabem o que você faz, todos ouvem o seu espirro, todos vêem quando você explode a cidade inteira, pelo menos até a explosão atingi-los e eles morrerem.

Ele deu um leve riso ao terminar de falar, dando um pequeno sorriso e suspirando antes de voltar a narrativa. Não olhou diretamente para mim em momento algum.

Não tive infância. De algum jeito meus pais pareciam saber - desde o começo - que eu era diferente das outras crianças, eles não deixavam que eu fosse brincar porque havia momentos em que eu começava uma briga e deixava o impulso me levar e era extremamente explosivo, literalmente. Passei todos os 15 primeiros anos dentro de casa, olhando pela janela sem vidro ou estudando sentado no chão sem piso, de terra batida.

Desta vez ele olhou para mim e sorriu. Seus olhos pareciam brilhar, como se ele se sentisse bem por lembrar. Lembranças o afetam.

Eu nunca demonstrei nada em relação aos meus poderes até aquele dia. Quando eu acabei "mostrando demais" o que eu podia fazer. Apesar de não ter conhecimento de nada.  

Mais uma vez ele riu, um pouco mais alto do que qualquer outro som que ele já tenha feito. Aquilo era um avanço, talvez. Mas não durou muito, segundos depois, o rosto de Jordan escureceu e ele perdeu o brilho no olhar.

Lembro que eram exatamente 14:00 horas. Meus pais não estavam em casa, e eu não estava me sentindo bem em ficar lá dentro, enquanto os outros andavam pelas ruas e conversavam, parecendo alegres. Eu tinha 15 anos naquela época, mas minha mente ainda era muito infantil, então eu só pensava em brincar, correr levantando a poeira da terra e rir com os outros adolescentes. Mas eu estava "atrasado" demais. Quando eu saí de casa, encontrei um grupinho que até me recebeu bem mas conforme a conversa fluía eu começava a falar de brinquedos, e coisas infantis demais. E eles riram e começaram a me zoar e bem... O senhor deve saber o que costuma acontecer com pessoas explosivas quando são irritadas.

Jordan juntou as mãos por um tempo e eu tive o pensamento de que ele criaria uma explosão naquele momento, mas ele apenas separou as mãos rapidamente, enquanto a boca produzia o som semelhante a de uma bomba explodindo. Pessoas explosivas... explodem.

Eu parti para cima de um garoto que dentre todos estava me irritando mais. Ele era maior que eu, e aparentemente mais forte, mas eu não tinha noção da minha própria força. Eu comecei a socar ele a ponto de seu rosto todo ficar ensanguentado, e todo aquele movimento que nós produzimos nas ruas atraiu as pessoas que começaram uma roda ao meu redor. Literalmente todo mundo estava ali vendo o garoto que durante 15 anos ficou dentro de casa, sair e arruinar o único dia que poderia ser um adolescente de verdade. Mas o pior ainda aconteceria.

Eu estava no ápice da raiva e demonstrava aquele sentimento esmagando o rosto dele contra o chão. Até que teve um momento em que eu acabei criando uma mini bomba em meus dedos e quando ela atingiu a face do garoto, ela explodiu. O rosto dele simplesmente inchou e se espalhou para os lados, deixando um corpo sem cabeça e partes de cérebro espalhadas pelas ruas. E aquilo não foi uma boa coisa. As pessoas começaram a gritar, dizendo que eu era um deles, uma das aberrações que estavam no mundo e que eu precisava morrer. Elas ligaram para os militares, e claro, se tratando de um mutante capaz de explodir coisas, não demorou para que eles chegassem.

Do mesmo jeito que não demorou para que meus pais vissem o que eu tinha feito.

Os olhos dele lacrimejaram, mas ele está se mantendo firme para não começar a chorar. Está olhando para o chão, apenas falando as lembranças. Tudo está realmente claro em sua mente.

Eles tentaram me proteger, ficando a minha frente enquanto o povo jogava coisas em mim. Normalmente era terra, o que atingia a roupa rasgada que vestíamos e a sujava mais, mas terra era inofensiva e se eu pudesse escolher o que os militares jogariam, eu não ligaria se fossem armas de areia. Infelizmente, nem tudo que a gente quer é o que podemos ter, não é mesmo?

Ele não esperou minha resposta.

Os militares chegaram com armas gigantes e tecnológicas. Me disseram para me entregar, que eles não atirariam em mim e me deixariam vivos, mas eu não podia me mexer então eu não vi muita lógica para aquilo. Um deles tinha uma arma apontada na direção de minha mãe que estava a minha frente, esperando qualquer reação minha para puxar o gatilho, e acho que isso foi um erro meu. Eu levantei as mãos em sinal de rendição, mas o militar entendeu errado, e atirou. A bala perfurou o coração de minha mãe, e ela morreu na hora.

E aquilo fora a gota d'água. Meus braços foram com rapidez para o chão e eu novamente criei uma bomba, só que esta fora um pouco maior que a anterior, e consequentemente, mais poderosa. Ela tinha toda a raiva que eu sentia e o seu estrago fora assustador. Pelo menos para mim. Lembro que eu via as casas caindo, pessoas sendo arremessadas, e ao meu redor surgiu uma cratera gigante. A poeira levantada percorreu uma grande área, tanto que eu ouvira falar que atingiu outras cidades no estado e até passou na televisão.

Quando meu campo de visão ficou limpo de novo, eu consegui ver o estrago. Eu destruí minha cidade, matei todos os habitantes que estavam lá naquela hora, e grande parte dos militares. Acho que foi sorte eu não ter sido morto pelos que sobraram, porque... Eles me viram fazendo aquilo e disseram que se eu concordasse em entrar para o exército, eu não sofreria totalmente as consequências por ter feito aquilo e tudo seria esquecido. Eles me queriam como arma, porque sabiam que ao lado deles eu seria um destruidor de países e levaria os Estados Unidos ao poder absoluto. Mas por sorte, vocês apareceram.

Consegui notar o sarcasmo em sua voz ao dizer aquela última parte. Ele estava realmente abalado e algo me dizia que aquelas lembranças traziam consigo o sentimento que ele tinha na hora dos acontecimentos: Raiva. Jordan com raiva não era uma boa coisa.

E foi isso. Essa é a minha triste história, e de como eu ferrei totalmente com a minha vida. Eu posso ir agora? Obrigado.

Novamente, ele não esperou minha resposta, e eu sabia o que viria. Resolvi que era melhor não impedi-lo e deixa-lo descontar o que sentia. Ele se levantou da cadeira a minha frente, com rapidez e acabando por derruba-la, enquanto seu peito levantava e abaixava com rapidez. Abriu a porta, indo para o corredor para então, socar com força a parede. Esta explodiu de imediato, criando uma fenda gigante. Ele apenas olhou para o estrago, recuperando a respiração. Os guardas chegaram no mesmo instante e ele não ofereceu resistência quando usaram armas contra ele. Por um tempo, me perguntei se aquele seria um dos momentos em que a frase tatuada em seu braço teria um significado real.

Fechei o livro em que estava escrevendo tudo, e me preocupei em pensar como lidaríamos com um mutante tão... instável como ele. Todo cuidado era pouco e irrita-lo era a pior escolha que podíamos fazer.


delict

Jordan é acusado por destruição em massa, terrorismo e genocídio.

Lucas | 16 | MP


Última edição por Jordan H. Price em Qua Jul 15, 2015 8:19 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Jordan H. Price
Pacific
Pacific

Mensagens : 39
Data de inscrição : 14/07/2015
Idade : 18
Localização : Algum lugar escondido por aí...

Ficha do prisioneiro
Nível: 1
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] - Price, Jordan H.

Mensagem por Anthony Quinzel em Qua Jul 15, 2015 8:27 pm


Aprovado



Sua ficha está perfeita, gostei muito da história, apesar de ter achado um pouco corrida. Não faltou detalhes e a sua forma de escrever é cativante.

Bom-vindo a Oblivion.

● ● ●



─ Now L-O-V-E is just another word I never learned to pronunce...
avatar
Anthony Quinzel
Nurse
Nurse

Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/07/2015
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum