[FP] King, Daniel

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] King, Daniel

Mensagem por Daniel Vann King em Sab Jul 18, 2015 9:37 pm

Daniel Vann King
Geração de portais | 20 anos| Portugal| Pacific | Homossexual
Violence cannot go unanswered.
personality
Daniel é extremamente calmo e afável. Preocupa-se mais com o bem estar alheio do que com o seu, sendo capaz de se por em risco caso isso traga um bem maior àqueles que o rodeiam. Ele não consegue sentir ódio pelas pessoas, mesmo que lhe possam ter feito coisas terríveis. Isso faz com que, obviamente, também não sinta qualquer tipo de rancor.
Ele é aquele tipo de amigo que se deve ter por perto devido à sua lealdade e à amabilidade que pode trazer a qualquer um. Também é uma pessoa que gosta muito de contacto físico, podendo talvez tornar-se incómodo àqueles que não estão habituados à sua maneira de ser - se fosse por ele, estava sempre abraçado aos seus amigos!
Quando em situações delicadas ou complicadas, procura manter-se calmo e pensar racionalmente, tentando trazer essa sensação de serenidade para os outros. No entanto, se houver necessidade de confronto físico, Daniel tentará afastar-se e não participar de qualquer jeito, sendo uma pessoa mais pacífica e inofensiva. Ficaria bem mais alegre por ficar apenas a dar suporte aos seus aliados através do uso do seu dom.
Apesar de toda a sua postura positiva e amorosa, Daniel tem imensas inseguranças relacionadas a si próprio. Devido ao seu passado, ele acha que no fundo é uma abominação que não devia viver, sendo um risco para as pessoas. Por tanto, permanece quieto na prisão, pensando que é melhor lá estar e ser controlado.
life story
A vida de Daniel sempre se baseou no entretenimento dos outros. Desde bebé, era um ser muito desastrado e engraçado, alegrando-se quando via as pessoas sorrirem. Com o amor incondicional de seus pais, tornou-se um garoto que apenas conseguia transmitir amor e amizade. No entanto, desde que ingressou na escola, foi alvo de todo o tipo de violência e preconceito possível. Desde passar demasiado tempo com as garotas, ter um jeito nada másculo ou ser muito simpático, sempre arranjavam algo para insultar o pobre garoto. Este tipo de coisas, no entanto, nunca o afetavam, e ele apenas retribuía com elogios ou sorrisos, o que fazia com que os intimidadores se irritassem mais e mais. A partir dos seus dez anos, Daniel começou a sofrer de bullying físico, praticado por maioritariamente um garoto em específico da sua turma que não o suportava. Logo que chegava à escola, já estava no chão com um pé sobre sua cabeça, mas quando questionado se as intimidações eram verdadeiras ou não, Daniel sempre negava a fim de proteger o seu agressor. Algo bobo, mas ele era assim.
Por volta dos seus quinze anos, um dos agressores principais da vida de Daniel manifestou um lado mais dócil. Abordando-o na sua viagem para casa, Lucas - assim chamado - desculpou-se por tudo aquilo que fez até à data. Explicou que tudo o que sentia era inveja porque Daniel nunca tinha medo de ser quem era, sendo sempre fiel a si próprio, e transmitia essa sensação para os demais. Obviamente, o garoto ficou comovido, e quando o desculpou, Lucas avançou, envolvendo-o nos seus braços enquanto deixava pequenas lágrimas escorrerem do seu rosto. Comovido, Daniel abraçou-o de volta, e em meros segundos, Lucas colou os seus lábios aos dele. Iniciou-se assim o período mais negro da vida do mutante.
Na escola, Lucas continuava agredindo Daniel sem dó. A sua intensidade tinha diferenciado, é verdade, mas para pior. E, quando os olhos dos outros não estavam a vigiá-los, eram amantes apaixonados. Esta relação doentia permaneceu durante anos, atravessando todo o ensino médio até à faculdade. Agora que Lucas já não tinha nada a provar aos seus "amigos", não precisava mais de espancar o seu namorado, então finalmente puderam ser o casal perfeito desinibido.
Aos seus vinte anos, Daniel começou a perceber que o seu parceiro estava impaciente. Ele era bem tímido, depois de cinco longos anos, e Lucas queria avançar a relação de ambos para o último patamar. No entanto, Dan não se sentia pronto. Isto tornou o clima tenso até que o clímax foi atingido. Numa noite na casa de Lucas, este não pôde esperar mais, começando a abusar do seu namorado, apenas o vendo como um boneco sexual naquela altura. Daniel fazia um esforço para o conseguir agradar até onde o podia, mas a dada altura ele atingiu o seu limite. Quando as roupas começaram a ser arrancadas, ele empurrou Lucas para longe enquanto gritava, descobrindo naquela hora algo que ele não sabia sobre si. Abriu, atrás do parceiro, uma espécie de fumaça que logo mostrou ser uma espécie de portal para uma dimensão oculta. Lucas caiu lá dentro, e no momento que nada mais dele estava presente na "realidade", o portal se fechou. Nada mais restava dele, e em choque, Daniel caiu sobre os seus joelhos e lágrimas.
Uma investigação de desaparecimento foi iniciada. O stress de permanecer tudo em segredo fez com que o dom de Dan se revelasse descontrolado. Um portal era aberto aleatoriamente durante o dia, por vezes dois, ocorrendo a factos inexplicáveis. A polícia descobriu isto rapidamente e colocaram todas as suspeitas sobre ele, fazendo o possível para que fosse preso tal como todos os outros mutantes. Assim conseguiram, e tendo em mente que ele era uma aberração que merecia ser extinta, Daniel foi preso.
Durante os primeiros dias, Daniel permaneceu solitário na sua cela, apenas saindo para comer e ir no banheiro. Foram talvez os únicos dias em que ele nunca sorrio. Quando se apercebeu, deixou todas as suas defesas caírem, e entendeu que não devia mostrar as suas fraquezas. Conseguiu retornar ao seu estado feliz. Afinal, ele merecia estar ali. Ele era um monstro.
delict
Acusado de estar ligado diretamente ao rapto e desaparecimento do seu namorado. A vítima nunca foi descoberta e os motivos de Daniel permanecem um mistério à polícia.
Igor | 15 anos | MP ou Skype
avatar
Daniel Vann King
Pacific
Pacific

Mensagens : 8
Data de inscrição : 17/07/2015
Idade : 23
Localização : No mesmo local que todos os outros.

Ficha do prisioneiro
Nível: 1
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] King, Daniel

Mensagem por Anthony Quinzel em Dom Jul 19, 2015 12:23 pm


Aprovado



Sei que é de Portugal e por isso seu português é diferente, mas encontrei algun errinhos que existem nas duas versões da língua. Mesmo assim, foram erros pequenos que não interferem no texto, o qual foi muito bem escrito, apesar de nada muito especial acontecer até o momento da chacina.

Bem-vindo a Oblivion.

● ● ●



─ Now L-O-V-E is just another word I never learned to pronunce...
avatar
Anthony Quinzel
Nurse
Nurse

Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/07/2015
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum