[FP] BLANC, Nina

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] BLANC, Nina

Mensagem por Nina A. Blanc em Sex Jul 24, 2015 9:48 pm

NINA A. BLANC
VÔO* | 16 | FRANÇA | PACIFICS | ASSEXUAL
we live in a real fairytale
personality
A adolescente contém a síndrome de Alice no país das maravilhas, a qual caracteriza-se por alterações no tamanho, forma e situação espacial dos objetos, distorção da imagem corporal e do tempo. Costuma viver em seu próprio conto de fadas, muitas vezes não se lembrando ou se culpando pelas coisas ruins que faz. É sempre muito infantil e divertida, fazendo com que muitos se sintam satisfeitos em estar ao seu lado. Dá muito trabalho para seus responsáveis.
life story
—  É uma doença que provoca alucinações, causando distorções ao nível da percepção visual da vítima, fazendo, por exemplo, com que alguns objetos próximos pareçam desproporcionalmente pequenos, as horas parecerem passar muito devagar, assim como ocorre com experiências influenciadas pela droga LSD. As vítimas da síndrome também vêem distorções no próprio corpo, acreditando que este está mudando de forma ou de tamanho. — O médico suspirou, observando Nina brincar com os próprios cabelos em um movimento constante. Já tratava a garota desde os seus doze anos e vira a síndrome se manifestar em seu corpo pouco a pouco. Os pais da garota oo encaravam, parecendo incrédulos com suas palavras. — A Síndrome de Alice precisa ser tratada com extremo cuidado. Posso receitar alguns remédios que diminuam os sintomas, mas...

A morena foi acordada de seus sonhos quando teve seu braço puxado por Augusto Blanc, a levando para fora do consultório. A garota, agora alerta, podia ouvir os gritos de sua mãe combatendo o doutor. Não conseguia ouvir exatamente o que falavam, já que o reflexo que via no espelho roubava toda a sua atenção. Ela parecia tão grande.

—  Porque a mamãe briga com o Doutor Gafanhoto esperto? — ela perguntou, observando seu pai com  o rosto levemente vermelho, causado pela raiva — Eu gosto dele, ele sempre me conta histórias. Uma delas tinha uma princesa...

— Cale a sua boca.

Ela se sentou no chão, deixando as mãos brincarem nos tapetes, rindo das cócegas que os fios faziam na ponta de seus dedos. Ela tinha seus momentos de crise onde parecia ter seus cinco anos de idade, porém, apesar de poucas vezes, ela conseguia se parecer com uma adolescente comum. Como o próprio nome de sua síndrome diz, ela parece viver em um lugar maravilhoso. Sua casa é seu palácio, seus animais de estimação são seres incríveis, mas nunca entendeu porque a chamam de maluca. Ela não era como o Gato de Cartola.

— Nós vamos embora, eu nunca mais vou pagar um médico que acha que usar drogas é ter uma síndrome. Eu não vou sustentar uma garota ridícula — Linda Blanc puxou Nina pelo braço esquerdo, fazendo com que ela levasse um grande susto. — Eu já vi você ser uma  garota normal, Nathalia. Não continue sendo uma decepção.

Um grito agudo saiu por entre os lábios de Nina, enquanto lágrimas escorriam por seu rosto. Mesmo com todos tentando acalmá-la, os gritos eram incessíveis, independente dos carinhos que a davam ou das histórias que o médico tentava contar. Algo a incomodava e ninguém ali parecia capaz de descobrir o que era. Suas mãos tentavam alcançar suas costas, que estavam cobertas por várias camadas de casacos. Não havia nada de mágico ou incrível na forte dor que sentia.

Ela começou a despir-se, ignorando todos os olhares ali. Ela estava assustada, parecia que algo cortava o topo de suas costas de dentro para fora com facas grandes e afiadas. Assim que havia apenas um pedaço de tecido para que sua parte superior ficasse desnuda, ela se acalmou. A dor cessara e a sensação de ter as penas saindo por sua pele era estranhamente prazerosa. Suas asas estavam livres e abertas, o que espantou todos os comuns humanos ao seu redor.

— A voar! Voar, voar, voar... — Nina sorriu, abrindo uma das grandes janelas e colocando os pés para fora. Ninguém tentava impedi-la — Tchau, família. E tchau, senhor gafanhoto! Eu volto para te visitar assim que puder. Trago o gato, ele vai gostar muito de você.

Ela pulou. Segundos depois, era possível vê-la se afastando, batendo suas asas brancas em direção ao sudoeste. E todos os outros humanos, vinte andares abaixo, gritando e apontando assustados.

delict

Era apenas mais uma das comuns brincadeiras de Nina. Ela havia sido acolhida pela igreja após ter sido encontrada sozinha em uma rua, sentada no meio do asfalto. Os carros passavam ao seu redor, as buzinas pareciam não incomodá-la. Suas mãos estavam esticadas para cima, tentando pegar algo que aparentemente não existia. Segundo ela, sua fada.

Já vivendo em um dos poucos quartos nos fundos da igreja, tomando uma grande quantidade de calmantes, Nina parecia conseguir administrar um tanto melhor suas crises. O padre responsável estava quase deixando-a ir quando tudo aconteceu.  Era uma madrugada em meados de setembro, o clima ameno e o silêncio reinava.

Nina passeava nos corredores da igreja, perseguindo seu gato. Ele havia roubado sua fada, iria engoli-la se a garota não o pegasse a tempo. Subiu as escadas, pulando de dois em dois degraus, até chegar a torre mais alta. Estava logo em frente ao sino da igreja, o qual não tardou a tocar em um ritmo divertido, acordando toda a vizinhança. O padre, já idoso, subiu as escadas o mais rápido que pôde para para-la.

— Nina! Você prometeu se comportar.

Ela começou a rir, olhando para algo atrás dele. Sua fada dançava.

— Jogue um pouco de seu pó nele, preciso mostrar como é boa a sensação de voar.

A fada a obedeceu. E a garota o jogou de cima da torre, rindo enquanto ele descia em queda livre.


Let | 17 | MP
OBSERVAÇÕES: Todos os seres míticos narrados são criações da mente de Nina.

*Contém asas semelhantes a de um anjo, sempre escondidas como uma espécie de tatuagem em suas costas. Quando a garota deseja, as asas se tornam reais.
avatar
Nina A. Blanc
Pacific
Pacific

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2015

Ficha do prisioneiro
Nível: 1
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum