[FP]Theodore G. Jordan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP]Theodore G. Jordan

Mensagem por Theodore G. Jordan em Ter Jun 16, 2015 8:59 pm

Theodore Gardner Jordan
Controle/Manipulação da Realidade | 18 | Inglaterra  | Clever | Cabra Macho
O sucesso consiste em ir de derrota em derrota sem perder o entusiasmo
personality
Theodore é um homem extrovertido e brincalhão. Adora se divertir e gosta muito de conversar sobre assuntos diversos. Apesar de sua personalidade mais "solta", ele sabe equilibrar os momentos de descontração com os de seriedade, se mostrando uma pessoa bastante focada e determinada quando está envolvido com algo que necessita de seriedade.

Devido a sua personalidade brincalhona e extrovertida, ou seja, bem desligada dos estressores do mundo, Joseph dificilmente se irrita ou guarda mágoas de alguém, exceção apenas quando sua mãe é o alvo das provocações, pois geralmente Aaron acaba perdendo a cabeça quando a mesma é maldita.


life story
Theodore nasceu em um berço de poderia ser considerado de " ouro " , seu pai era um físico nuclear em ascensão que logo alcançou o status de quase deus no seu ramo por conta de suas pesquisas inovadoras e futurísticas que tinham grande potencial para avançar a humanidade no tratamento de doenças e ajudar no desenvolvimento de tecnologia de ponta.
Já sua mãe, uma cientista respeitada na sociedade por seus trabalhos com o mapeamento do genoma humano, alterações no DNA de animais, mas algo que poucos sabiam eram as pesquisas e experiências com pessoas que fugiam do " normal " , humanos que podiam fazer coisas consideradas extraordinárias e pareciam ser tiradas de revistas em quadrinhos.
Theodore nunca teve muito envolvimento com seus pais até completar 16 anos, sabia pouca coisa sobre as pesquisas e ainda menos sobre quem financiava elas mas isso mudou quando ele conseguiu um velho CD que estava escondido entre os jalecos de seu pai, as letras estavam apagadas e não era possível ler nada, acabei por coloca-lo em meu notebook e para minha surpresa, ainda pegava e parecia que estava conectado a rede, uma sequencia de algoritmos começou a aparecer na tela que alterava de preto para azul até que se estabilizou.
Crash
Um homem alto, vestido totalmente de preto e que parecia um cavalo tinha acabado de estilhaçar minha porta e avançava pra cima de mim, rodopiei na cadeira enquanto tirava o CD do compartimento e guardava ele no bolso, olhei para o homem conforme ele parou para me analisar e corri para a janela, um plano falho, várias viaturas estavam paradas na rua e cercavam minha casa.
 É, a vida é assim, fiquei preso em um Bunker subterrâneo por alguns meses, achavam que eu estava espionando o sistema a um tempo e fui alvo de vários exames para ver se eu sabia de algo mas no final, descobriram que eu era apenas mais um garoto curioso por ai e me soltaram com as condições de que eu nunca revelasse nada ou sumiria de vez.
 Estava cada vez mais interessado nos trabalhos de meus pais já que foram os " causadores " da minha reclusão forçada, precisa matar minha curiosidade e a única maneira de fazer isso era descobrir porque aquilo era tão secreto e guardado com tanto sigilo, após muito implorar , meus pais acabaram cedendo e me dando acesso a uma parte da casa bem desconhecida, um laboratório escondido no subsolo cuja a entrada era abaixo da garagem, estava repleto de papeis , computadores que eu achava que só seriam inventado daqui uns 30 anos e grandes tubos azuis com alguma espécie de criatura dentro.
 E ali foi onde passava a maior parte do tempo, acabei me isolando e ficando mais tempo no laboratório do que na superfície, mas tudo mudou quando eu fui fazer uma das minhas típicas visitas mensais ao médico, fui diagnosticado com câncer agressiva que estava com um crescimento acelerado e eu não duraria mais que um mês.
A solução e possível salvação? Um soro experimental que estava sendo desenvolvido como uma espécie de estimulante das habilidades humanas e que as elevaria ao máximo, estava debilitado e triste após saber que a radiação tinha me deixado doente e a mesma radiação podia me salvar, eu apenas esperei, reuni minhas ultimas forças e desci mais uma vez até o laboratório, se eu morresse que fosse junto com minhas coisas, apanhei tudo que me era importante e subi de volta.
Alguns dias se passaram e meu prazo de vida estava cada vez mais curto, o frasco com o soro estava em cima de uma bandeja ao meu lado e um pedaço velho de meteorito estava do outro lado, ele tinha servido de amuleto para mim nos últimos tempos.
Lentamente ia perdendo a consciência enquanto meu pai aplicava a injeção; acordei e não soube dizer quanto tempo tinha passado e tudo parecia diferente, apenas me levantei e fiquei andando em círculos até recobrar completamente a consciência, todo o local estava em silêncio, toquei suavemente as paredes enquanto olhava mais de perto.
Aquela não era minha casa, podia ser muito parecido mas não era...
Eu chutei a parede enquanto ouvia os ruídos metálicos que ela fazia e voltei para o local onde estava deitado, desejava que aquela parede fosse destruída, queria sair dali.
E foi o que aconteceu.
Uma sirene e uma explosão. E a parede caiu.
O complexo estava totalmente escuro, parecia uma queda de energia, várias pequena salas iguais a minha estavam espalhadas pelo corredor mas nenhum parecia ser habitada, corri pelo corredor enquanto alguns passos ecoavam acima e murmúrios passavam como moscas em meus ouvidos, descobri um grande elevador que estava no final do corredor, entrei nele e apertei o botão para subir e por incrível que pareça, eu estava no deserto.
Comecei a andar pelo local procurando uma estrada , quando um drone passou por mim, ele imitiu um zumbido e logo mais sirenes podiam ser ouvidas e vários carros pretos me cercavam, eu tinha que fugir novamente, gritei enquanto pensava no que podia acontecer ali no deserto e logo começou a cair pedras do céu, granizo no deserto? talvez fosse apenas alguma alucinação mas logo um tiro acertou meu ombro e me fez cair.
Eu sentia meu corpo todo tremer e negar meus comandos.
Aquela seria a vez definitiva. Não tinha escapatória.
E eu conseguia entender o que tinha acontecido, a radiação, o soro, tudo aquilo parecia fazer parte de um plano maior ou talvez fosse só o acaso do destino, mas agora eu não era mais apenas um garoto normal, eu sabia que tinha causado aquele granizo e possivelmente a explosão também.
Sorri e desmaiei.
delict
* " Invadir " um banco de dados secretos;
* Destruir uma pequena prisão secreta no deserto.

Jack | 16 | MP
avatar
Theodore G. Jordan
Clever
Clever

Mensagens : 47
Data de inscrição : 16/06/2015

Ficha do prisioneiro
Nível: 1
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP]Theodore G. Jordan

Mensagem por Frank Scherbitsky Rose em Qui Jun 18, 2015 5:53 pm


Aprovado


Um rapaz alegre, não vê maldade no coração dos outros. Brincalhão e sem se importar com o que os outros pensam de si mesmo. Theodore pode sofrer na mão de manipuladores. Perdido num deserto, oi? Que pena.
Bem vindo a Oblivion.


● ● ●

Frank
avatar
Frank Scherbitsky Rose
The command
The command

Mensagens : 198
Data de inscrição : 21/01/2015
Idade : 36

Ficha do prisioneiro
Nível: 10
Experiência:
100/100  (100/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário http://prisonofoblivion.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum