[FP] KOVALENKO, NATASYA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] KOVALENKO, NATASYA

Mensagem por Natasya Kovalenko em Qua Ago 05, 2015 3:35 am

NATASYA KOVALENKO
PSICOCINESE | 18 ANOS | RÚSSIA | PRISONER | HETEROSSEXUAL
SHE’S A RUNNER, REBEL, AND A STUNNER
personality
Difícil definir alguém que já mudou tanto, mas vou tentar. Como todo mundo, eu tenho muitas faces, tudo depende do quanto você me conhece. Tenho um lado doce, feminino. Sou extremamente vaidosa, sensual quando preciso, convincente sempre que necessário. Não é algo que eu possa definir de maneira simples porque nunca foi forçado, tem a ver com a maneira como eu movimento meus quadris ou mordo meu lábio "sem querer". Também sou muito arisca. Extremamente desconfiada, raramente confio em alguém além de mim mesma. Meu humor é negro, ácido, e o sarcasmo me faz companhia sempre. Apesar de parecer prepotente ou arrogante, nunca cheguei perto de sê-lo. Não gosto de injustiças ou de ver alguém sofrendo, tento ser bem mais egoísta do que de fato sou, buscando constantemente me convencer de que os problemas dos outros não são meus problemas. Tento me controlar e raramente entro em brigas físicas, tenho minhas palavras como arma principal. Mas, bem...Quando eu perco minha paciência, será difícil sair ileso. Não é impossível me conhecer de verdade ou conseguir meu afeto, só é difícil, porque eu faço questão de manter meus sentimentos e meu coração guardados a sete chaves. Me ter por uma noite não é tão difícil, mas me ver pela manhã é sem sombra de dúvidas, uma raridade.
life story
– O que você fez, Sofya? O que você fez? Ele está…morto?- Eu gritava, sacudindo minha irmã gêmea. Tínhamos 17 anos, e nosso 5º pai adotivo estava caído no meio da cozinha, bem em meio a uma poça de sangue. Ela permanecia calada, imóvel, o rosto impassível, era como uma casca oca a me encarar. - Sofya...O que você? - Meus olhos arregalados pela primeira vez perceberam a faca que estava em sua mão. Sempre foi só eu e ela. - Ele...Tentou me estuprar.]- As palavras saíram de seus lábios de maneira rouca enquanto duas lágrimas caíam de uma vez de seus olhos. Balancei a cabeça negativamente, mordendo meu lábio inferior. - Sofy…Você fala como se essa fosse a primeira vez que algo assim te aconteceu. Ou ME aconteceu. Eu...- Passei a mão na festa, dando um murro no balcão de mármore. - Porra, Sofya! A gente tinha um plano, a gente ia roubá-lo e fugir, como você fez isso?? PORRA, SOFYA!- Gritei mais uma vez, fechando os meus olhos com força. Ela tinha colocado tudo a perder.



- Eu tô grávida, Nat. Ele...Tentou me estuprar, mas eu não pude deixar...Eu tô grávida..- E então ela desmorou em um choro convulsivo no chão. Meu rosto não disfarçou minha surpresa quando eu me ajoelhei para abraçá-la. - Você está…Grávida? Do Ethan? Meu Deus, Sofya… Meu Deus…- Exclamei, abraçando seu corpo com toda a força que eu podia. Eu iria ter um sobrinho, e isso parecia uma ponta de felicidade no meio daquele corpo caído. E então, eu escutei as batidas na porta, eram fortes, certamente era mais de um homem batendo. Provavelmente a polícia, era o nosso fim. Uma lágrima caiu do meu rosto quando eu a afastei, pegando a faca da sua mão. - Sai daqui, Sofya, ANDA! Procura o Ethan, fala o que aconteceu, vocês precisam ir pra longe daqui...SAI DE MOSCOU, SAI DA RÚSSIA! - Eu gritava enquanto ela levantava e tentava pegar a faca da minha mão e eu apenas a empurrava, sentindo mais lágrimas escorrerem pelo meu rosto enquanto meus olhos começavam a adquirir um tom prateado e a chuva começava a cair tão forte quanto a minha dor. - Você tá louca? NATASYA, EU NUNCA TE DEIXAREI FAZER ISSO! Eu não vou a lugar algum sem você..- A empurrei mais uma vez. - E o que você acha que vai dizer aos policiais? Você sabe o que nós somos, você e seu filho vão apodrecer em uma prisão, se não nos matarem antes...Ele é rico, Sofya, nós..Só duas bastardas. FOGE de uma vez! Eu...Vou encontrar você.- Senti seus braços ao redor do meu pescoço e chorei mais uma vez o choro mais triste do mundo. Meu coração jazia em pedaços. Uma parte minha estava para sempre indo embora.



- Do berço ao túmulo-- Repeti antes de beijar sua testa e acariciar a sua barriga pela primeira e eu sabia, última vez. A chuva se tornou mais forte e relâmpagos caíram quando eu escutei a porta sendo arrombada. Sofya e meu sobrinho não estavam mais ali. A assassina de Joseph Murdoch, sim.



FLASHBACK OFF


Eu e minha irmã gêmea fomos abandonadas em um orfanato em Moscou ainda bebês. Poucos meses depois, fomos adotadas por uma aposentada milionária que não podia ter filhos. Até os 8 anos, fomos criadas com todo o luxo, aprendemos a cantar, dançar, escrever. Tínhamos a melhor educação de toda a Rússia, até tudo começar a acontecer…Sofya tinha sonhos premonitórios, e curiosamente, tudo o que ela dizia, acontecia. Isso assustou nossa “mãe”, mas não mais do que as coisas que começaram a acontecer comigo. Quando eu tinha raiva, as janelas quebravam, as cadeiras viravam, meus olhos assumiam um tom prateado e imediatamente começava a chover. Eu chorava, e o céu desabava. Aos poucos, os sonhos de Sofya se tornaram cada vez mais fortes e exatos, e os meus poderes, também.



Eu não sabia o que estava acontecendo, tinha só 8 anos e não fazia ideia de como controlar algo que eu nem sabia como causava. Quando a rejeição tornou-se maior do que o afeto que ela nutria por nós, fomos devolvidas pelo orfanato, e então, passamos de casa em casa durante 9 anos. Nos mudamos e conhecemos boas pessoas, mas também passamos por abusos que sinceramente, eu prefiro esquecer. Ou fingir que esqueci. Nunca nos adaptamos a nenhuma família e nenhuma delas se adaptou a nós, no fundo, era como sempre será: só eu e Sofya. Quando fui presa e condenada como ré confessa, eu tinha só um objetivo: fugir e encontrar minha irmã e meu sobrinho. Agora, eu só tenho duas opções na vida: conseguir isso, ou morrer tentando. Eu não era uma assassina, mas estava disposta a me tornar, se isso me levasse de volta para a única pessoa que realmente me importava.
delict
Homicídio do 5º pai adotivo.

Luu | 22 | MP

Natasya Kovalenko

Mensagens : 2
Data de inscrição : 27/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] KOVALENKO, NATASYA

Mensagem por Anthony Quinzel em Sex Ago 14, 2015 7:40 am


Recusado



Não possui avatar ou registro de PP. Corrija esses erros e mande uma MP para a conta Anthony Quinzel para que a ficha seja devidamente avaliada.

● ● ●



─ Now L-O-V-E is just another word I never learned to pronunce...
avatar
Anthony Quinzel
Nurse
Nurse

Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/07/2015
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum