[FP] Mckinney, Nina

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Mckinney, Nina

Mensagem por Nina A. Blanc em Sex Jun 19, 2015 7:53 pm

Nina Mckinney
Banshee | 15 | Estados Unidos | grupo (?) | bissexual
IF I SCREAM YOU ARE PROBABLY GOING TO DIE
personality

Nina: Desde pequena fora uma garota graciosa. Uma garota de sorrisos fáceis e com uma educação invejável, tornando-se uma jovem delicada e extremamente cativante. Seu jeito amável faz com que todos se sintam a vontade ao seu redor, conseguindo fazer com que todos que a conheciam se sentissem especiais. Inteligente, sempre tirou as melhores notas entre todos os seus colegas, trazendo orgulho aos seus pais e professores. Responsável, assume o controle de tudo que é proposto, dando toda a sua capacidade para conquistar seus objetivos. Mas, apesar de tudo isso, havia defeitos que poderiam ser reparados facilmente. Nina não aceitava ser contrariada e defendia o que acreditava com todas as suas forças - mas nunca sendo agressiva de forma alguma. Chegava a ser extremamente inocente em alguns momentos, o que fez com que muitas pessoas tirassem proveito de sua boa vontade. Se apaixonava facilmente, tanto por pessoas quanto por objetos que acreditava serem preciosos.

Banshee: Seu poder não é apenas um poder, é uma personalidade. Quando assume seu corpo, Nina torna-se uma garota extremamente quieta e misteriosa. Seus olhos tornam-se mais escuros, dando um aspecto sóbrio a jovem garota. Seus traços são completamente desconhecidos, fazendo com que muitas pessoas prefiram se afastar quando esta está no controle. Além de mudar todas as suas características, esta personalidade ativa seu poder, fazendo com que a garota possa prever a morte ou encontrar corpos recém mortos. Um grito sai de seus lábios finos, dando a sentença de morte para qualquer pessoa perto do grande final. Após o grito, a Banshee some, dando lugar novamente a doce Nina.

life story

Estávamos no meio de outubro de 2025 quando Sophie Mckinney deu luz a pequena Nina, originada de um romance entre a adolescente e seu professor. A garota - apesar de ter passado boa parte de sua infância longe de seu pai - foi sempre muito apegada ao homem, tendo ele como seu ídolo e sua mãe como sua grande heroína e exemplo. Formaram uma família feliz durante muito tempo, sempre unídos e com grande confiança entre si.

Nina cresceu como uma garota normal, dócil e amada. Nunca teve problemas em seu colégio ou em sua família, mas os problemas em sua mente eram constantes, apesar de nunca demonstrá-los para ninguém. Sempre permaneceu forte e ignorou seus medos. [...]

Seus pesadelos começaram no dia em que completou seus nove anos de idade. Ouvia vozes em sua cabeça lhe dizendo como agir e para onde ir, contando o suas histórias e os nomes das próximas vítimas. Nina só começou a entender quando encontrou o seu primeiro cadáver.

Seu pai estava em uma viagem de trabalho quando a Banshee tomou conta do corpo da pequena morena pela primeira vez. Um grito alto e agudo saiu de seus lábios, fazendo com que todos os seus vizinhos e sua mãe se assustassem. Ela ouvia o barulho de vidro se quebrando de forma estridente, sentia o gosto de sangue em sua boca.

Sem dar a chance para sua mãe, Nina saiu descalsa naquele inverno pelas ruas, indo para onde sua intuição mandava. Foram exatos 12 quilômetros até ver as luzes da polícia e a ambulância e um corpo estendido no chão. Não precisou se aproximar para ver que era seu pai. Outro grito saiu de sua boca antes de desmaiar no asfalto, batendo seu ombro com toda a força no chão. [...]

Os olhos da garota estavam normais quando os abriu após o desmaio. Ela encarava um teto cinza e sem nenhum detalhe. A sala onde estava não haviam janelas e nada de especial nele. Da porta ela não conseguia ver nada além de um corredor vazio. Então tudo o que pode fazer foi esperar. Esperou por horas até alguém chegar para alimentá-la e examiná-la.

- Onde estou? - Nina perguntou com a voz inocente.

Seu corpo tremia e, mesmo encolhida, sentia-se completamente desprotegida. Queria ir para casa, queria seus pais, seus amigos...

- Bem-vinda a Oblivion, Banshee.
delict
Apesar de não se lembrar do que fez, Nina é acusada de tentar roubar um cadáver e de agredir policiais.

LET, 17, MP
avatar
Nina A. Blanc
Pacific
Pacific

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2015

Ficha do prisioneiro
Nível: 1
Experiência:
0/0  (0/0)
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Mckinney, Nina

Mensagem por Frank Scherbitsky Rose em Sab Jun 20, 2015 2:11 pm


Aprovado



Um rostinho inocente, mas que esconde um monstro dentro de si. Seria uma pena se Nina mostrasse seu lado sombrio o tempo todo. Uma graciosa garota em meio a um lugar cheio de pessoas com más intenções, ruins. O poder que deseja, se encaixa no seguinte:

Poder: Dupla personalidade.
Capacidade de mudar completamente sua personalidade através do contato com o sangue de algum indivíduo. Quando o usuário sente o líquido vital de outra pessoa tocar sua pele, este sente desejo em matar tal indivíduo. A troca de personalidade pode acontecer quando vê a própria imagem no reflexo de algum espelho, água ou até mesmo em latarias.
Grupo: Pacific.

Bem vinda a Oblivion.


● ● ●

Frank
avatar
Frank Scherbitsky Rose
The command
The command

Mensagens : 198
Data de inscrição : 21/01/2015
Idade : 35

Ficha do prisioneiro
Nível: 10
Experiência:
100/100  (100/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário http://prisonofoblivion.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum