[FP] Thawne, Dylan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Thawne, Dylan

Mensagem por Dylan H. Thawne em Qui Jun 25, 2015 8:03 am

Dylan Thawne
Manipulação de Areia (Gaara) | 19 | Inglaterra | Prisioner | Heterossexual
Amor? Não pense que me adéquo a seus valores.
personality
Ninguém sabe ao certo qual a real personalidade de Dylan pois ele mesmo se considera um bipolar. Dylan consegue ser meigo, legal, divertido, alegre e falante. Mas nesse mesmo tempo parece se transformar em uma pessoa totalmente oposta isso ocorre sempre quando está nervoso com algo ou como na escola toda vez que se metia em briga, sendo frio, arrogante, calado, sem emoções e egoísta.
life story
Dylan fazia uma viajem de carro com a família, seu Pai Joseph Thawne, sua mãe Lissandra Thawne e seu irmão gêmeo Liam Thawne. Seu pai dirigia o carro um pouco acima da velocidade permitia, todos no carro sem sinto apenas Dylan usando, enquanto olhava pela janela brincando com areia que levava em uma garrafinha de plástico. O garoto queria entender do porque conseguia fazer com que se movesse sem ao menos toca-la tendo só 5 anos, mas ninguém sabia que o garoto podia fazer tal coisa sem entender achando ser algo normal.
A hora passava dentro daquele automóvel e o destino não parecia estar próximo então sem que percebesse seus olhos fecharam caindo no sono. Minutos mais tarde acordou assustado com o carro balançando na pista e quando deu por conta o veículo estava dando voltas pela pista, capotando. Dylan soltou sua garrafa e pôs as mãos frente ao rosto de olhos fechados apenas rezando para que saísse vivo quando o carro parasse de girar.
Enfim parou, Dylan acordou com o corpo coberto por areia e com apenas alguns arranhões, com a perna presa em baixo do banco do motorista que havia se deslocado de onde deveria estar. Assustado olhou para os lados mas ninguém estava dentro do carro, seus pais e seu irmão havia sumido isso o deixou mais apavorado. Logo notou a equipe de resgate se aproximar, tirando o banco decima da perna e cortando o sinto de segurança que havia emperrado com o acidente. Colocado em uma maca, o garoto estendeu a mão para sua garrafinha já sem areia e então apagou.

Com dores na costela Dylan acordou em uma cama de hospital com uma mascara em seu rosto para facilitar sua respiração. Um tempo depois veio um dos médicos, dizendo que não entendia como a criança estava viva depois de acidente daquele sem ferimentos graves ou alguma fraturas. Dylan não entendeu também, mas acreditava que o sinto havia lhe salvado.
Já de alta, o levaram para um orfanato onde explicaram sua situação. Seus pais morreram no acidente, seu irmão chegou a ser socorrido mas morreu a caminho do hospital.
Os anos foram se passando, Dylan sentia saudades de seu irmão mesmo que não se dessem muito bem, seu irmão era bem chato era ignorante e não era muito de demonstrar amor os dois eram bem diferentes um do outro. Essa saudades fez com que Dylan criasse uma personalidade em sua mente, de um jeito que sempre que estava nervoso parecia não ser mais ele e sim seu irmão que tomasse conta de seu corpo, sendo frio e sem emoções. O jovem conversava com Liam em sua cabeça, achando este o jeito mais fácil para não se sentir sozinho e matar a saudade que estava dele. Um dia desses Liam lhe contou que tinha um dom, que teria o controle sobre areia, que ela lhe obedecia e não seria por obrigação, parecia querer obedecer. Dylan inicialmente não acreditou na história que seu irmão havia contado mas foi convencido a praticar, pelo menos.
Os anos foram se passando, e com 15 anos já dominava quase por completa a areia, conseguia fazer várias coisas com ela claro que sempre escondido das pessoas ou não queria nem imaginar o que poderia acontecer com ele se alguém visse. Dylan se sentia bem sempre que estava na areia o garoto já conseguia cria-la nas palamas das mãos mas ainda era uma dificuldade em grandes quantidades.

delict
Era de noite, havia ido ao parquinho quando alguns garotos mais velhos se aproximaram começaram lhe agredir, o jogando contra os brinquedos que ali estavam fazendo com que sangrasse bastante por vários machucados que fizeram a ele.
Liam, em sua mente estava raivoso, querendo ''assumir'' encorajando Dylan a usar seu dom contra e acabar com eles, mas não o fez, continuo rejeitando a vontade de seu irmão e aceitando os golpes que lhe machucavam cada vez mais até bater a cabeça contra uma barra de aço de um balanço, desmaiando.
Os garotos fecharam seus sorrisos, assustados achando que poderia estar morto, só achando. Liam aproveitou a oportunidade e então assumiu o corpo de seu irmão, levantando com certa dificuldade, ainda sangrando muito. Seu olhos era frio e maléfico, um olhar assassino. A areia que estava logo abaixo de seus pés subiram e começaram a lhe rodear. Ao verem aquilo os meninos tentaram correm mas Liam não deixou, uma camada de areia os agarrou pelos pés o trazendo para perto, dentro da caixa. Inclinou a cabeça olhando para as crianças espantadas, dois já chorando de tanto medo pelo que estavam vendo. Um enorme buraco se abriu embaixo deles e então os soltou, fazendo com que caíssem lá dentro. era possível mesmo que fraco ouvir os gritos dos jovens desesperados. Liam fechou o buraco e então tocou na areia com os dedos e no mesmo momento ouviu os ossos sendo quebrados, esmagados na verdade. Um sorriso pequeno surgiu em seus lábios, e então sumiu, deixando Dylan assumir o corpo que agora voltou a estar desmaiado.
Dias depois uma equipe foi até o orfanato perguntar pelo garoto, ninguém ainda entendia o desaparecimento das crianças mas essa equipe tinha uma gravação daquela noite trágica que Liam os enterrou vivo. Colocaram algemas em seus punhos, e já não entendia por que seus poderes pareciam estar bloqueados. - Você foi culpado por assassinar friamente 4 crianças no parquinho. - Dylan estava se perguntando do que o homem que lhe disse aquilo estava falando, não lembrava de ter assassinado ninguém, apenas de ter apanhado. O colocaram em um camburão, injetando uma espécie de sedativo em sua veia, fazendo com que dormisse.
Acordou dias depois em uma cela, pelo menos era o que parecia, sem ninguém com a respiração ofegante, assustado querendo descobrir onde estava.

Nagato | 19 | MP, skype e wpp


Última edição por Dylan H. Thawne em Sab Jun 27, 2015 11:29 am, editado 1 vez(es)
avatar
Dylan H. Thawne
Prisoner
Prisoner

Mensagens : 18
Data de inscrição : 25/06/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Thawne, Dylan

Mensagem por Frank Scherbitsky Rose em Qui Jun 25, 2015 6:17 pm


Aprovado


Garotos bipolares são um grande problema, principalmente para as pessoas que vivem ao redor deles. Matar criancinhas? Espera aí, que cruel.
Bem vindo a Oblivion.


● ● ●

Frank
avatar
Frank Scherbitsky Rose
The command
The command

Mensagens : 198
Data de inscrição : 21/01/2015
Idade : 35

Ficha do prisioneiro
Nível: 10
Experiência:
100/100  (100/100)
Mochila:

Ver perfil do usuário http://prisonofoblivion.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum